2 de dezembro de 2007

Atualizações...

Olha só as atualizações...

Conversei com a hostmom no dia 28/11 à noite e foi uma conversa MUITO boa, apesar do meu nervosismo no início. Sabe aquele tipo de conversa q flui? Pois é! E olha q ela não foi nem um pouco seca ou séria, nada disso ela é muito simpática. Então ela me disse q a ex au pair me ligaria no dia seguinte pra conversar tb.

E a conversa com a menina foi apenas pra confirmar minha impressão. Ela disse q é muito trabalho, mas q a família é ÓTIMA.
Pra resumir, no dia 30/11 a host me enviou um email falando q ligar pra CC pra confirmar q me queria como au pair e no mesmo dia a CC me enviou email confirmando e já com algumas informações. saio de SP no dia 20/01, daqui pra lá ainda tem muito chão e muita coisa pra fazer.
O nervosismo agora é em relação ao visto, mas vamos seguindo em frente confiante...

Mensagem pra vcs: NÃO DESANIMEM!!!!

27 de novembro de 2007

Eu "continuar" não entendendo

Agora aparece uma mensagem dizendo q meu dossiê tá sendo revisado e tals, aí fiquei sabendo q pq eu não tenho experiência com babies (ou melhor não tinha) e não sei nadar as coisas estavam um pouco complicadas pro meu lado.Tive q reagendar entrevista de visto e remarcar passagens.
????????????????????????????
Cuidei do meu primo de 11 meses durante o último fim de semana e qdo é domingo à noite recebo uma ligação em inglês. Como fui pega de surpresa a ficha demorou a cair kkkkkkk, só entendi ela falar em Cultural Care e New Jersey, mas olha a sorte da garota: A ligação caiu...
Então ela resolveu me enviar um email e estamos conversando. Ainda bem!
Amanhã nos falaremos por telefone ou melhor, tentaremos pq meu telefone resolveu bagunçar justo agora.
A hostmom da Georgia não escreveu mais depois q ela percebeu q não há possiblidade de eu ir sem agência.

Então... Vamos ver o q acontece amanhã, né?

13 de novembro de 2007

"Eu non entender" [editado]

AFF!!! Dá pra entender? Eu não consigo, não consigo mesmo.
Bom vamos às atualizações...
Tenho conversado bastante (ou estava, não sei ainda) com uma mãe da Georgia. Mas como sempre tem um mas, ela não é da CC, ainda. Então estou aguardando a resposta do email dela que pode ser definitiva (ou não).

Agora o motivo pelo qual coloquei esse título é que mais uma vez meu dossiê está com uma hostfamily, mas não entendi até agora porque já que é a mesma familia do Minnesota que devolveu sem dizer nada. Aí não aguentei e liguei logo pra CC e ela me disse que esperasse 3 dias, aí se eles não entrarem em contato é ESTRANHO (palavras dela)

Vamos ver como vai ser essa estranheza toda!

7 de novembro de 2007

Frustação

Essa é exatamente a palavra pra descrever como me sinto agora...
Mas esqueci de comentar: Além de paciência uma au pair de verdade terá q aprender a lidar com outros sentimentos tb, e nem sempre serão os melhores, como agora por exemplo...

Dá pra saber então q a família de Maryland depois de ficar com o dossiê por uma semana inteira simplesmente devolveu em silêncio.
"Your application is in the USA where the staff in the Boston office is working on finding a family for you"
Não sei vcs, mas sempre q essa frase aparece lá parece uma coisa meio macabra e sinistra, sei lá, acho q tô meio viajando...

Qto ao GAP uma hostmom de Massachussets enviou email dizendo ter interesse, mais uma resposta para esperar até Deus sabe qdo.

Então uma frase pra encerrar esse dia:
"Se não foi não era pra ser."

Td tem um propósito nessa vida, ah isso tem!

6 de novembro de 2007

ESPERA

Primeiro: O grande segredo de ser au pair é PACIÊNCIA!!!!
Se vc já é uma, sabe do q estou falando, se não é, vai logo treinando a sua. Porque é dose! E vc já vai saber pq.

A senha chegou no dia 15 de outubro, UFA! Menos mal.
Doce ilusão...
Aí no dia 18 de outubro uma familia pegou meu dossiê lá nas terras geladas do Minnesota, mas como pude olhar o perfil da família, saquei logo q não ia rolar, eles precisavam de alguém com special needs experience, e eu? Poor teacher... No dia seguinte a família já nem tava mais lá na intranet...
Aí comecei a procurar por conta lá no GAP. Add várias famílias e até agora de todas q add apenas 3 disseram ter interesse, mas... nunca responderam meus emails até agora. AFF! Mas lembrem q falei no inicio sobre paciência, então...

Nesse meio tempo 3 familias tb me add.
A primeira família era das praias da Califórnia, conversou direitinho comigo respondendo aos meus emails, mas... Q falta de sorte, garota! Eles tb precisavam de alguém com special needs experience. Então não rolou mesmo!
A segunda família tb de praia, mas dessa vez da Flórida, me add e sumiu e agora já me despachou. Ok ok ok ok! Vc falou sobre paciência, não esquece!
A terceira lá do norte, New Jersey, uma mãe com 3 guris me mandou email pedindo PLEASE PLEASE q eu não tivesse medo da quantidade de kids. Respondi o email ontem e vamos ver o q ela tem a me dizer.

Enquanto isso...
No dia 31 de outubro meu dossiê foi para as mãos da segunda família, com 1 kid, ou melhor teenager de 15 anos, de Maryland. E o mais "cômico" pra não dizer "trágico" é q o dossiê simplesmente empacou, eles não deram sinal de fumaça até agora. Resolvi mandar email pra LCC e continuo no vácuo.

Então eu realmente espero, desejo q as coisas se resolvam essa semana como disse o email da minha agência.

30 de outubro de 2007

Como tudo começou...

Minha vida como au pair começou no dia 1 de outubro de 2007, mas na verdade houve toda uma "concepção" anterior obviamente. Digamos então que desde 2004, hibernou, hibernou, e agora depois de formada surge então a OPORTUNIDADE ( afinal brasileiro que se preza nunca perde promoção).
Duas agências foram procuradas, no fim prevaleceu a mais barata (novidade!)
Então começou a parte difìcil, trabalhar, trabalhar pra conseguir pagar, isso inclui o dia inteiro e sábados tb. Mas td bem o sacrifício faz parte da caminhada.
Aí ficou aquela coisa: "vou não vou, vou não vou..." Então no último minuto da prorrogação o dossiê foi entregue, inscrição paga...
Agora vem a segunda parte:
A ESPERA...