18 de fevereiro de 2008

MIAMI [Editado]

Saímos de SP depois de 1 da manhã. Encontrei as outras meninas da agência na sala de embarque, aí fomos nos apresentando, foi legal reconhecê-las depois de conhecer só pelo Orkut (quer dizer tinha 1 menino tb).
Dessa vez fiquei lá no fundão avião, esse era maior do que os outros que eu já tinha andado até aquele momento, mas tão desconfortável quanto. Foram quase 8 horas direto ... tentando dormir... mas enfim foi possível avistar as luzes de Miami. Estava tudo escuro lá fora mas já era mais de 6h da manhã (hora local)
Haja correria pra pegar uma espécie de "trenzinho-elevador" e literalmente correr para a imigração. Chegando lá, surprise: era fila que não acabava mais e cada uma maior que a outra; tira digital, checa passaporte, formulários, carimba daqui, carimba dali, tira foto... A essas alturas já era quase 7:25h (o horário do vôo que nos levaria pra NY), correria pra pegar mala que tava jogada no chão da sala de desembarque, mais fila daqui, fila dali, um informando uma coisa, outro informando outra, acabei me perdendo das outras meninas no momento de encontrar a fila certa para o check-in...
Quando consegui encontrar uma fila certa já era tarde demais, fui colocada na lista de espera (eu ainda não sabia disso), chegando no portão de embarque mais fila, e tira casaco, tira tênis, tira chapéu, coloca tudo no detector de metal, passa pela revista de uma policial que te olha com cara de nojo (pra variar kkkk) e pega todas as coisas mais na frente e haja paciência pra colocar tudo no lugar novamente.
Os corredores pareciam sem fim até que encontrei o meu novo portão de embarque e SURPRESA: já tinha brasileira lá que também tinha perdido o vôo. E pra surpresa maior ainda foi chegando todo mundo aos poucos e foi então que se percebeu que apenas 2 meninas tinham pego o vôo certo. Depois de 2 horas ouvi chamarem Gomes "Eiline" fui ver e só tinha 2 vagas no vôo seguinte e lá fui eu e mais outra apertadas (de novo) rumo a Nova York.

6 de fevereiro de 2008

Voando pela primeira vez [Editado]

A sensação de "voar" pela primeira vez foi ao mesmo tempo amedrontadora e adrenalizante... Foi como estar dentro de 1 elevador em alta velocidade que ao mesmo tempo era 1 montanha russa e que parecia com aqueles brinquedos de parque de diversão que te colocam de cabeça para baixo (ai que chato não ter cedilha)
Mas sobrevivi! Fiz amizade com uma gurizinha que estava indo para Brasilia e não parava de falar e curtir com minha cara.
Enfim cheguei viva em Brasilia mas o vôo tinha sido cancelado, me tiraram da janela e me colocaram entre 2 poltronas no novo vôo (ai que chato de novo!). Eu não gostei porque acho melhor janela mesmo com medo. O avião acabou fazendo escala em Goiânia e então foi pra São Paulo onde chegou quase 11 da noite, e minha "malona" especialmente comprada pra essa viagem, chegou rasgada..
Mas... foi ótimo rever meus amigos de SP que me acolheram MUITO bem, e ainda deu pra passear um pouquinho no domingo.
O mais interessante foi que SP já foi logo me preparando para o q viria: FRIO...