22 de maio de 2010

O Diabo Veste Prada

Romance chick-lit - Desafio Literário 2010  (Maio)

 Título: O diabo veste Prada
Autor: Lauren Weisberger
Editora: Record
Páginas: 400

Andrea Sachs é uma recém formada em busca da primeira oportunidade em sua carreira. Apaixonada por escrever e leitora de veículos "sérios" como The New Yorker, Newsweek and Times, ela acabou sendo escolhida pela mais importante revista de moda de Nova York para fazer o trabalho "que milhões de garotas morreriam para ter": ser a segunda assistente de Miranda Priestley, conhecida como a mais influente e importante mulher da indústria da moda. Seu contrato teria duração de um ano, ao fim do qual ela conseguiria o emprego que desejasse. E é motivada por esse futuro trabalho dos sonhos que ela enfrenta horas sem dormir, plantões de trabalho intermináveis e toda uma linha de desafios e malabarismos carreiristicos para agradar a exigente e poderosa Miranda. Tudo narrado com muito humor e classe. Ïmperdível para aqueles que adoram uma bolsinha Prada, um sapatinho Manolo ou um jeans sexy Dolce & Gabana. (fonte: google)


Para começar esse foi um dos livros que vi o filme sem nem saber que existia o livro antes, então foi impossível não ter a leitura um pouco afetada por isso. Por exemplo, foi difícil visualizar Andrea loira (Anne Hathaway estava sempre lá). A Lily do livro é mil vezes mais louca do que a do filme. O Alex do livro usa óculos, pra mim foi perfeito combinar o Alex do filme com um óculos básico (LINDOOO!!!).
Okay...
Para quem gosta, curte, entende, ama moda, o mundo fashion, essas coisas, o livro é MARA; quem tem conhecimento limitado do assunto ou realmente não tá nem aí, algumas partes se tornam super chatas. O livro me fez refletir sobre assuntos variados:

1- Pude entender um pouquinho como funciona o mundo da moda;
2- Refleti sobre gastos também. NÃO entra na minha cabeça  uma pessoa sensata gastar milhões de dólares em um punhado de roupas, sapatos, bolsas e afins, não entendo e nunca vou entender isso;
3- O livro trata também de discriminação no local de trabalho. No fim das contas Andrea teve que se adequar à aparência exigida e ceder à pressão de se moldar ao perfil do novo mundo em que ela se descobre;
4- Tempo para o trabalho. Pelo menos uma vez na vida cada um de nós vai se encontrar numa situação onde o trabalho vai tomar conta de todos os segundos do nosso tempo nos deixando esgotados e culpados. Andrea passa por isso (também com uma chefe aloprada como Miranda, quem não passaria?).

É um livro fácil de ler, foi bom, mas não entrou para minha lista de favoritos. Quem nunca viu o filme, leia o livro primeiro, o filme estraga muita coisa.
Nota 3/5

9 de maio de 2010

Casório?!

Romance chick-lit - Desafio Literário 2010 (Maio)

 Sabe aquelas histórias bem de mulherzinha? Pois é, esses são os chick-lits (o que não falta no mercado) e o escolhido do mês foi...




Título: Casório?!
Autor: Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 644





LUCY SULLIVAN VAI SE CASAR...SERÁ?
Lucy nem ao menos tem namorado (para falar com franqueza, ela não tem assim tanta sorte no amor). Mas a senhora Nolan jogou o tarô e previu que Lucy estará entrando na igreja, a caminho do altar, dentro de um ano.
As amigas que dividem o apartamento com Lucy ficaram estarrecidas com a notícia. Se ela for embora, isso vai acabar pondo fim ao seu maravilhoso estilo de vida, que consiste em comer quentinhas, beber muito vinho, levar rapazes para o apartamento e jamais fazer uma faxina na casa. Mas Lucy as tranqüiliza, dizendo que anda ocupada demais brigando com a mãe e se preocupando com o irresponsável do pai para pensar em se casar.
E há um pequeno problema: não existe nenhum namorado na jogada. Entretanto, Lucy conhece Gus, o lindo e nada confiável Gus, e começa a se perguntar: será que ele poderá ser o futuro Senhor Lucy Sullivan? Ou quem sabe Chuck, o americano bonitão? Ou Daniel, o maior paquerador do mundo? Ou quem sabe Jed, o novo rapaz que foi trabalhar na firma?
Será que Lucy vai encontrar a sua alma gêmea? Leia este livro se você estiver a fim de chorar de tanto rir e ficar sem trabalhar por uma semana.


Precisava escolher uma leitura inédita, né? Eu li Melancia ano passado e então resolvi ler outra coisa da Keyes para o desafio. O livro é narrado em primeira pessoa pela própria Lucy (pelo que andei bisbilhotando todos os livros dessa autora são em primeira pessoa). A história tem tiradas hilárias (ri muito quando ele descreve uma de suas crises de depressão), irônicas e sarcásticas e apesar de longa, é envolvente. 
Lucy é um caso sério, sinceramente mantive uma relação de amor, ódio e desconfiança com ela do começo ao fim, muitas vezes tive vontade de entrar no livro e dar uns tapas nela pra ver se ela parava de ser tonta, cega e otária. Honestamente fiquei com raiva dela, mas mesmo assim segurei a leitura pra saber como terminaria. Acho que esse é o segredo dos chick-lits, depois de tanta confusão e mal entendidos, a gente só quer saber como o livro termina.  
Casório?! também trata de temas delicados como por exemplo, alcoolismo, depressão, mulheres que amam demais, relacionamento mãe-filha, etc.

Para quem gosta do estilo é uma boa dica, para quem não gosta mas quer conhecer, eu aconselho a começar com um livro menor, porque os livros de Keyes tendem a ser looongos.

Nota: 3/5.