16 de maio de 2011

Ode ao guarda-chuva quebrado (Soneto da raiva)


Guarda-chuva que comprei
Tentando não me molhar
Assim te encontrei
Por que não pode me ajudar?

Não importa o que eu faça
Tu fazes de pirraça
Sempre se despedaça

Guarda-chuva bonito
Todo charmoso na loja
Nunca fica inteiro
Quando o vento arroxa¹

Não importa o que eu faça
Tu fazes de pirraça
Sempre se despedaça

Guarda-chuva traíra
Tu me fazes tanta ira
Que o vendedor me irrita
E eu fico tiririca²

Não importa o que eu faça
Tu fazes de pirraça
Sempre se despedaça



¹ arroxa: aperta, piora (linguagem popular)
² tiririca: zangado (linguagem popular)

  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo