14 de setembro de 2011

Jesus Imaginário

Como eu não sou fominha por livros e nem aproveito que muitas editoras cristãs americanas oferecem livros gratuitos para blogueiros em troca de resenhas; NUNCA tenho vários livros (e ebooks também) inéditos para leitura (isso sem contar a minha estante de livros que já está maior que a que deixei na casa da minha mãe). Sempre tenho que reler os mesmos livros.
Então, uma editora tinha 3 opções para eu escolher 1 e resenhar aqui. Comecei a ler as sinopses para decidir. Um deles dizia algo sobre ser uma sequência para outro livro chamado Imaginary Jesus.
"Peraí! Onde foi que eu já vi ou ouvi esse título antes???"
Pensa...
Pensa...
Pensa...
[amnésia virtual mode ON por alguns minutos]
[amnésia vitual mode OFF em seguida]


LEMBREI!!!! A Sony disponibilizou um ebook com esse título gratuitamente para os portadores de leitores eletrônicos. Fui checar e, aham, ele estava lá mesmo no Reader.
Eu não tinha ligado pro livro porque achei que não era cristão, e sim, alguém (como muitos) tentando inventar um Jesus Hippie. Sinceramente olhem para essa capa e me digam se vocês não iriam pensar a mesma coisa:




Certo, vou ignorar essa capa e deixa eu ir logo para o conteúdo porque...




De tudo que eu não esperava desse livro, a minha reação foi a que está graficamente representada acima.
Um belo dia, Matt descobre que o Jesus que ele está seguindo é um Jesus Imaginário e não o real. Então, ele inicia uma jornada em busca do verdadeiro Jesus, mas o que ele não sabia é que existiam muitos Jesuses (?) Imaginários espalhados pelo mundo, inclusive uma Sociedade Secreta de Jesuses Imaginários: "uma coleção obscura de pessoas imaginárias que se reúnem para discutir sua própria importância. Tipo o Jesus-Seminário. Só que Imaginário"(p. 62).
O livro arranca risadas (ou não. Religiosos clamando blasfêmia em 4, 3, 2...) Mas falando sério, é como se o autor tivesse tido umas aulinhas com Douglas Adams (sem se tornar ateu). Ele escreve de forma leve, simples, engraçada e irônica, muito irônica. Me acabei de rir quando Matt encontra Daisy, a jumentinha falante, pela primeira vez. Eu não conseguia segurar o riso dentro do metrô lotado e as pessoas ao meu redor com cara de cansadas, com fome e com sono, me olhavam como se eu fosse mais uma doida nessa cidade.

Apesar do tom leve e sarcástico, no fim das contas fica a pergunta que realmente incomoda:
SERÁ QUE ESTAMOS SEGUINDO O JESUS REAL DA BÍBLIA OU UM IMAGINÁRIO, CRIADO POR NÓS MESMOS PARA NOS SERVIR DE ACORDO COM NOSSOS DESEJOS, VONTADES E NECESSIDADES???


Ficha técnica:
Editora: Tyndale
Páginas: 240
Ano: 2010
Comprar: Amazon / ChristianBook
  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo