31 de outubro de 2011

4 aninhos!

"Hoje é dia de festa...". 

Infelizmente um incidente infeliz na sexta me tirou toda a animação pra celebrar qualquer coisa. Eu PERDI meu netbook. Isso mesmo! Euzinha que sou tão cuidadosa com minhas coisas... não gosto nem de lembrar porque fico mais chateada ainda e dá vontade de chorar (sim, já chorei MUITO de sexta até sábado).

MAS tenho que vir aqui para agradecer a vocês queridos leitores de todas as horas porque sem vocês o Caminho de Memórias seria apenas mais um blog, porém são vocês que fazem toda a diferença. Olha pra isso: já são 4 anos!!! 
OBRIGADA! MUITO OBRIGADA!!!!

E vamos ao resultado da promoção de aniversário. Nem foi preciso fazer sorteio porque tivemos um número recorde de inscritos:

Já ganhou! Já ganhou!
Dona Cíntia, mande um hello aqui e confirme qual dos dois livros que você quer. E claro, parabéns!!! Obrigada por ser uma  de nossas leitoras fiéis.

30 de outubro de 2011

Promoção "4 anos do Caminho": gabarito





Qual o nome do primeiro estado americano em que a autora do blog foi "au pair"?
Nova Jersey / New Jersey http://tinyurl.com/3uephsa

Em qual cidade e estado brasileiros Aline M. Gomes nasceu?
Santa Rita - Maranhão http://bit.ly/vCXZbW

Qual editora americana promove o programa BloggingForBooks?
Waterbrook Multnomah  http://tinyurl.com/29ljhrg

Qual editora americana promove o programa BookSneeze?
Thomas Nelson http://tinyurl.com/ye6tnmq

Qual o título do livro sobre "espera" resenhado no blog em 2011 que foi escrito por uma esposa de pastor?
The Waiting Place: Learning to Appreciate Life's Little Delays http://tinyurl.com/6f5v26u

Qual o título do primeiro livro lançado no formato de blog escrito pela autora do "Caminho de Memórias"?
Mais que um Sonho http://tinyurl.com/6amqqpc

Cite 1 dos personagens principais do primeiro "Casos da Vida Real"
Gato / Pinto / ECMG http://bit.ly/vlxCso

Qual o nome atribuído ao primeiro "Personagem da Vida Real" publicado no blog?
O Homem que olha pra parede http://tinyurl.com/67djyf2

Qual o nome VERDADEIRO da celebridade que foi vista no primeiro "Cenas da Vida Real"?
Christie Brinkley http://bit.ly/vVZfHj

Como se chama o alter ego da autora do blog?
Isaura http://tinyurl.com/6cucote

25 de outubro de 2011

Desafio Literário 2011 (Outubro): "The Grass is Singing"

NOBEL DE LITERATURA



Título: The Grass is Singing
Título em Português: A Canção da Relva
Autora: Doris Lessing
Editora: Happer Perennial Classics
Ano da 1° publicação: 1950
Páginas: 243



Mary Turner desejava ardentemente casar-se, e influenciada por essa ideia aceitou o primeiro pretendente que se apresentou. Tornou-se, porém, a esposa de um homem para ela praticamente estranho, indo viver numa casa isolada nas vastas planícies africanas cobertas de relva verdejante. E naqueles ermos não havia como fugir da verdade a respeito do seu casamento e de si mesma e, à medida que cada vez mais se distanciava de um marido que se recusava perceber sua terrível angústia e desespero. (Fonte: SKOOB)

Li alguns trechos das obras de Doris Lessing na faculdade, mas definitivamente ela era uma das autoras que se encaixava na categoria "já ouvi falar, mas nunca li". Não é mais.
O problema em ler um "nobel" pela primeira vez é que suas expectativas geralmente são altas, muito altas. A minha era. Ou talvez seja porque (como descobri depois) A Canção da Relva é a primeira obra da autora e eu não sabia disso quando escolhi aleatoriamente o livro desse mês. Seja o que for, nosso relacionamento não teve um bom início. Faltou emoção e muito sal por assim dizer.

Eu não tinha uma opinião formada sobre Mary no começo do livro, mas do meio em diante passei a detestá-la. A mulher é podre! Além de ser prova viva do ditado popular "antes só do que mal acompanhado."
Agora Dick me provocou um misto de sentimentos. Ele era apenas um sonhador azarado ou um procrastinador desleixado?
O certo que esses dois se casando e querendo que o relacionamento desse certo foi o mesmo que tentar misturar água e óleo. E fica claro na forma como a história acaba. Pensando bem, a vida deles termina antes do livro acabar.

Vou tentar dar outra chance a Doris Lessing. Quem sabe nós não conseguimos nos acertar futuramente?

21 de outubro de 2011

#1 Dicas de Sobrevivência Para Mulheres (que homens podem ler)

A PIA DO BANHEIRO ENTUPIU, E AGORA???


  1. Não entre em pânico!
  2. Continue usando a pia normalmente.
  3. Continue usando a pia, mas comece a se irritar por que ninguém tentou arrumar ainda (isso se você mora com outras mulheres. Elas estão pensando exatamente como você). Se você mora sozinha, irrite-se com a pia.
  4. Continue esperando que alguém conserte a pia, mas não fale nada. É muito importante fingir que você não está irritada.
  5. Espere impacientemente pela TPM porque essa é a única certeza que uma mulher tem.
  6. Quando estiver com TPM use a pia, e como ela ainda está entupida, verifique o encanamento.
  7. Ao fazer a verificação, fique com muita raiva, brigue e grite com a pia. Não esqueça de quebrar todo o encanamento possível.
  8. Agora você tem que limpar suas coisas que ficam no armariozinho embaixo da pia.
  9. Xingue a si mesma de burra e anta por não ter tirado as coisas antes de quebrar o encanamento.
  10. Comece a chorar de raiva.
  11. Descubra que o que entupiu a pia foram fios de cabelo.
  12. Agora chore de tristeza porque foram seus próprios cabelos (e das outras mulheres  da casa) que entupiram a pia.
  13. NÃO toque na gosma verde! É nojento!
  14. Ligue para seu pai, avô, irmão, tio, primo, namorado, noivo, marido ou vizinho (o mais bonitinho de preferência) e peça ajuda.
  15. Se você for extremamente sortuda, você não vai ter ninguém disponível ou perto de você listado na dica n°14.
  16. Caso você se enquadre na dica n°15, ligue para o encanador e desembolse uma pequena fortuna pelo serviço.
BOA SORTE!!!

17 de outubro de 2011

Outro 17 de Outubro


Eu não sei porque o homem bom vai cair
Enquanto o mau está de pé
E nossas vidas balançam 
Como bandeiras no vento
Eu não sei porque os inocentes caem
Enquanto os monstros permanecem de pé
E nossas vidas balançam
Como bandeiras no vento¹


Hoje quero pensar no tempo que passou, nas lembranças que ficaram, nas memórias que constroem meu caminho lentamente. Há dias mais difíceis, é verdade, mas minha esperança permanece.

Estou contando os dias até que eu veja
É tudo que Ele disse que seria
E até mesmo melhor do que nós acreditaríamos
E estou contando os dias até que Ele diga:
"Venha comigo" E finalmente nós veremos²



12 de outubro de 2011

Sobre o que não se fala no dia das crianças...

DIA DAS CRIANÇAS!!! 
Qual a primeira coisa que vem à sua mente? E a segunda? Você gosta de recordar sua infância? Aquelas musiquinhas que marcaram época? Você teve uma infância feliz?
Parabéns! Você é felizardo/a! Agradeça a Deus! Porque hoje eu não vou falar de coisas boas.



Tudo começou com a campanha contra a pedofilia no Facebook. 
Alguns dias depois eu recordei um episódio que aconteceu com uma pessoa que conheço aqui. Uma garota de aproximadamente 10 anos de idade se aproximou dele na estação do metrô e disse que ela não era tão nova quanto parecia. Ele não entendeu. A mãe da garota que a acompanhava disse algo em sua língua nativa e a menina perguntou em inglês se ele não a achava bonita. Foi então que ele a observou atentamente e percebeu que ela estava flertando com ele! Um homem de mais de 35 anos! Ele então compreendeu o que estava acontecendo e se afastou delas. Mais tarde ele ficou se perguntando quantos outros homens não agiriam como ele e se aproveitariam daquela garotinha naquele mesmo dia. Quando ele me contou, eu confesso que fiquei com ódio da mãe dela.
Então, eu recebi uma revista da Compassion International cuja matéria de capa fala sobre o trabalho da organização para manter crianças longe do abuso sexual no Brasil e em outros países. Falando do meu pais, é óbvio que chamou minha atenção. 
E foi assim que surgiu a idéia para esse post.
Vamos aos dados*:

27 milhões de pessoas estão vivendo como escravas no mundo hoje.
1 em cada 3 meninas são abusadas sexualmente antes de completarem 18 anos.
1 em cada 6 meninos são abusados sexualmente antes de completarem 18 anos.
Quase 2 milhões de crianças são forçadas a adentrar o mercado sexual mundial a cada ano.
Entre 250 e 500 mil crianças vivem como prostitutas no Brasil. Algumas fontes indicam que esse número pode chegar até 2 milhões.
3.500 crianças estão presas em bordéis e clubes para a comercialização da exploração sexual nas fronteiras entre Brasil, Paraguai e Argentina.
30% dos trabalhadores sexuais na Índia são crianças.
6 mil crianças tailandesas são abusadas a cada ano e a maioria sofre abuso sexual.
50% das vítimas do tráfico humano são menores de idade.
80% das vítimas do tráfico humano são mulheres e meninas.
2 crianças são vendidas no comércio sexual humano a cada minuto.
(Fonte: Compassion Magazine, Fall 2011, Vol.05, n°3)

E claro que não sou ingênua em achar que apenas por mudar a foto no meu perfil do Facebook as coisas vão mudar. Eu concordo que nesse caso, "quem cala consente". Se você desconfia ou tem certeza que uma criança está sendo abusada, denuncie! Muitas vezes o dia das crianças dessas crianças só vai se tornar feliz por causa da ação de uma pessoa que se preocupa e quer ajudar.


*Estatíticas: International Justice Mission, Libertadlatina, Save the Children UK, UNICEF.

10 de outubro de 2011

Legado

A linda (diva!) da Brooke Fraser já disse que "I can't leave you my body, but I'll leave you a tune. THIS IS MY LEGACY. Cheers to you." Mas não é exatamente essa música que quero compartilhar com vocês hoje, na verdade a Cíntia fez um post muito bom sobre ela que vocês podem checar clicando AQUI.


Muito se falou sobre Steve Jobs, e pelo jeito vai se continuar falando por muitas semanas ainda. Nada contra! Eu mesma nem sabia quem ele era até uns dois anos atrás, mas pelo que tenho lido e assistido, ele realmente era uma dessas pessoas raras que de alguma forma fizeram uma grande diferença na vida das pessoas, principalmente para os fissurados em iPhone, iPod, iPad e afins. Mas a vida (e morte) dele me fizeram refletir sobre uma coisa: Será que só os gênios e os visionários deixam uma herança para as gerações futuras? E nós que nascemos com o QI baixo e nunca vamos inventar um sistema operacional de computadores? Nós também não somos responsáveis em deixar um legado?

I don't mind if you've got something nice to say about me
And I enjoy an accolade like the rest
And you can take my picture and hang it in a gallery
Nós que nos dizemos cristãos temos uma responsabilidade muito maior, afinal nós pregamos o amor, mas será que estamos amando mesmo, de verdade? Será que estamos deixando um legado de perdão, graça e esperança? Será que temos alguém para falar coisas boas sobre nós agora, nesse exato momento? E quando a gente morrer? Será que alguém vai dizer, "ele/a vai fazer muita falta"? O que nós temos valorizado nesse momento? Estamos mais preocupados em engordar nossa conta bancária? 
O que vocês acham? 
Eu quero viver como fala essa canção da Nichole Nordeman:

I want to leave a legacy
How will they remember me?
Did I choose to love?
Did I point to You enough
To make a mark on things
I want to leave an offering
A child of mercy and grace
Who blessed Your name unapologetically
And leave that kind of legacy

5 de outubro de 2011

Stained Glass Hearts, de Patsy Clairmont

We're all broken
We're all broken
And we all need a Savior
Broken, we're all broken
And we all need a Savior
'cause we're all broken¹
  


Título: Stained Glass Hearts*
Autora: Patsy Clairmont
Editora: Thomas Nelson
Ano: 2011
Páginas: 192




Bem como vitrais, os pedaços quebrados da vida se tornam o prisma através do qual a graça de Deus brilha mais intensamente e de forma bela. 
"A vida é sem dúvida cheia de dificuldades, mas também é cheia de promessa e possibilidade," diz a autora best-selling e oradora do Women of Faith, Patsy Clairmont. Em Corações de Vitrais, Clairmont guia os leitores para verem as experiências difíceis da vida através das lentes da graça de Deus. Usando arte como tema, e comparando pessoas com janelas de vitrais, ela compartilha que é quando estamos cercados pela escuridão que Sua luz curativa brilha mais intensamente dentro de nós. Encorajando mulheres para darem um passo atrás e vêem a vida a partir dessa nova perspectiva, Patsy oferece ajuda e esperança para os lugares escuros da vida. (Tradução livre da sinopse disponível AQUI)


When all that I can sing
Is a broken hallelujah
When my only offering
Is shattered praise
Still a song of adoration
Will rise up from these ruins
I will worship You and give You thanks
Even when my only praise
Is a broken hallelujah²


 Esse livro traz uma visão "artística" sobre a vida humana. Mas não as partes bonitinhas e certinhas, e sim aquelas partes quebradas, despedaçadas... Alguém já viu como os vitrais são feitos? (Vide A Última Música de Nicholas Sparks, por exemplo). 
Os pedaços de vidro são cortados e trabalhados separadamente para depois serem colocados juntos. E só então podemos apreciar a beleza de suas formas porque depois de pronto você vê uma única obra:



This is what it means to be held.
How it feels when the sacred is torn from your life
And you survive.
This is what it is to be loved.
And to know that the promise was
When everything fell we'd be held³


Agora, nossa vida não é assim também?  Cheia de dor, perdas, arrependimentos e sofrimento? Bom, se você nunca passou por nenhuma dessas coisas então esse livro não tem muito, ou melhor, nada a te falar. E o que você tá fazendo nesse mundo mesmo hein? 
Falando em perdas, a gente sempre quer saber por quê. Não interessa o que outras pessoas podem aprender ou ver em nós, EU QUERO SABER POR QUE ISSO ACONTECEU E PRONTO!!!
"Deus não tem nenhuma obrigação de explicar Seus caminhos, e isso não é fácil para nós porque achamos que se soubéssemos o porquê, isso faria nossa perda menos brutal e nossa fé mais amigável"(p. 68).

'Cause when life gets broken
When you're in despair
He'll carry your burden
When it's too much to bear
It's down in the valley
Where He'll give you strength
And there's nothing you have lost
That He can't replace
He'll help you start all over again

When life gets broken4

O Autor da vida sabe exatamente onde cada pecinha do quebra-cabeça, ou melhor, onde cada pedacinho do mosaico se encaixa. Você consegue ver a beleza da obra de arte que Deus tem feito em sua vida? Você consegue enxergar os vitrais ao seu redor? Você consegue apreciar seu próprio coração de vitral? Eu ainda estou aprendendo!






*Recebi esse livro gratuitamente através do Programa BookSneeze®  especificamente para esta resenha.

2 de outubro de 2011

Promoção “4 anos do Caminho”

balloon
OBA!!!! Aniversário chegando e claro que toda festa que se preza tem que ter presente! Smiley de boca aberta
Quer participar???  Então leia as regras abaixo ATENTAMENTE e concorra.

REGRAS da Promoção “4 anos do Caminho”:
  1. Ser seguidor do Blog;
  2. Deixar um comentário coerente nas resenhas dos livros que estão sendo sorteados. Os links a seguir para facilitar a vida de todo mundo: The Corruptible & Choosing to SEE. Ah, os comentários feitos anteriormente já estão automaticamente validados. Vale a pena ressaltar que os livros são EM INGLÊS;
  3. Preencher o formulário de participação AQUI. Lembrando que você só pode responder esse formulário UMA vez por dia.
  4. O vencedor será aquele que obtiver o maior número de respostas corretas. Em caso de empate, será realizado sorteio pelo random;
  5. O não cumprimento das regras resultará na anulação parcial ou total da respectiva participação.

    PREMIAÇÃO:
    1° lugar: Livro The Corruptible.
    2° lugar: Livro Choosing to SEE.

    As inscrições serão encerradas no dia 25 de outubro às 11:59PM. O gabarito de respostas será divulgado entre os dias 26 e 29 de outubro. O resultado será postado até o dia 31 de outubro.