1 de dezembro de 2011

DL 2011 (Dezembro): "The Scroll"

LANÇAMENTO 2011



Título: The Scroll*
"O Pergaminho" (não publicado no Brasil)
Autor: Grant R. Jeffrey & Alton L. Gansky
Editora: Waterbrook Multnomah
Páginas: 352
Lançamento: 6 de setembro



Uma última escavação. Uma última descida nos intrincados túneis da Jerusalém antiga. A verdade será encontrada em meio aos tesouros que jazem embaixo da Cidade Santa?

Dr. David Chambers, arqueologista influente, gastou sua carreira profissional descobrindo fatos em artefatos. Seu trabalho estabelece o padrão para a pesquisa bíblica na Terra Santa. Mas cercado pela evidência, David afundou em um abismo de dúvida. Uma experiência dolorosa com um Deus aparentemente indiferente o deixou sem esperança. As escrituras do Velho Testamento que costumavam encher sua mente com admiração, agora o levam à frustração. Suas perguntas não-respondidas o afastaram de ambos suas atividades acadêmicas e o amor da sua vida, sua noiva, Amber.
Um velho amigo e mentor alcança David, o atraíndo com as riquezas descritas  no enigmático Copper Scroll [Manuscrito Copta?]. Perdendo terreno com seus colegas, seu amor e sua fé, David Chambers tem uma escolha a fazer. Ele vai empreender uma última escavação para revelar um segredo que poderia alterar o curso da história? Os segredos do Antigo Testamento possuem a chave para o conflito político do Oriente Médio? 
Em um mundo onde a fé tem sido eclipsada pela atração da dúvida, The Scroll oferece uma jornada diferente: uma aventura emocionante para encontrar a verdade pela qual vale a pena morrer.

Sinopse tem que ser assim, dizer tudo e ao mesmo tempo não dizer nada e te deixar curioso(a).
Em 2013, David Chambers é o "bam-bam" da arqueologia, principalmente da arqueologia bíblica, especialmente por causa da descoberta que ele fez em 2012 (vide prólogo em inglês). Mas não vá imaginar que esse é um livro à la Indiana Jones não. Eu achei bem melhor que qualquer Indiana Jones hollywoodiano ou paraguaio que seja.
Voltando ao David Chambers, o problema é que no meio do caminho ele perdeu a motivação e a fé para continuar nessa área da Arqueologia. Ele tem seus motivos, apesar de que essa parte poderia ter sido um pouco mais explorada no livro. O enredo se prende mais à ação no presente e aos relacionamentos entre personagens, sobretudo David e Amber.
Com uma história dessas, é claro que teria um "Judas Iscariotes", e ele está lá todo cheio de si, achando que está por cima da carne seca e tal. Desde o início eu não fui com a cara dele, mas também não imaginei que ele seria capaz de fazer o que fez...
Ah, esse livro tem a figura do mentor sábio e amigo de todos que se chama Ben-Judah. Foi muito difícil não pensar no outro "tio" tão legal de Deixados para Trás. Fiquei o tempo inteiro imaginando esse (que é bem mais velho) com a cara do outro que na verdade tinha a cara do ator que o interpreta no filme!

Você não entende nada de arqueologia? Eu também não! O ponto forte é que os autores explicam bem toda a parte "técnica" sem tornarem a leitura enfadonha. Para nós, leigos, isso é bom. A parte histórica que eu entendo um pouco e gosto, ficou super fácil de acompanhar.
Ganhou 4 estrelinhas skoobianas. Muito Bom!
Agora me digam: O que vocês mais gostam sobre Arqueologia???


Antes de saírem da página, por favor deixem suas notas para a resenha. Obrigada!



Para quem gosta, encontrei um vídeo com o book trailler:




*Recebi este livro gratuitamente da WaterBrook Multnomah Publishing Group para esta resenha.
  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo