31 de janeiro de 2012

No cinema com Isaura: "The Grey"



Isaura não gosta de atividades ao ar livre no inverno. Quem pode culpá-la? O que fazer num dia frio e que ela não trabalha? Isauro geralmente tem a solução: "Cinema, baby".
Ela gosta, apesar de não ter meia-entrada para estudantes maiores de 12 anos.
E até o calor voltar tem vários filmes que ela quer ver.

The Grey foi escolha do Isauro que gosta de ação. Na verdade o gosto cinematográfico dos dois não podia ser mais diferente. Eles só concordam em um gênero: comédia. Mas não pode ser comédia besteirol que Isaura não gosta.
De qualquer forma voltando ao filme com o homem da Lista de Schindler, não teve grandes surpresas.

Um avião cai no meio do nada no Alasca. Um monte de gente morre, uns sete pingados sobrevivem. O que por si só soa mega estranho. Pelas cenas devia tá fazendo uns 50 graus celsius abaixo de zero. Isaura já sofre com  zero, imagina?
E agora o que eles vão fazer? Uns querem esperar pelo resgate, mas daí eles encontram uns lobos maus banqueteando nas vítimas do acidente. E eles precisam tomar uma decisão.

Protagonista: "Gtdatjhfghdgjkccfukbjvksheubcapoielbaasshsgadalkdlrfgudsr"
Isaura: "O que foi que ele disse?"
Isauro: "Ele tá explicando sobre esse tipo de lobos. Eu sei quais são. São os mais ferozes da espécie."
Isaura: "Eu não entendo o inglês dele com esse sotaque irlandês."
Isauro: "Pode ser escocês."
Isaura: "Eu li que ele é irlandês."
Isauro: ^^
Isaura: "Putz, eles xingam demais."
Isauro: "Eles tão no meio do nada, congelados e com um monte de lobos tentando transformá-los no jantar. Lógico que eles vão xingar."
Isaura: "Fala sério!"
Protagonista: "Se chegarmos até aquela floresta temos chance de sobreviver. Blábláblá"
Isaura: "Entendi o que ele disse agora."
Isauro: Shhhhhhh
Isaura: Humpf.

E lá vão eles pra floresta no meio do gelo com neve batendo quase na cintura. Tá na cara que eles vão morrer um por um de alguma maneira. Mas será que pelo menos um vai sobreviver pra contar a história???

Bom não vou estragar o final pra vocês, por isso vou transcrever apenas algumas reações ao final do filme:
Vizinho da poltrona: "Que m**** foi essa?"
Isauro: O.o
Isaura: "Eu sabia! Hahaha Será que tem alguma coisa depois dos créditos como Piratas do Caribe?"

Link do trailer: A PERSEGUIÇÃO


29 de janeiro de 2012

The Hunger Games (Jogos Vorazes)

Nem sei quando foi a primeira vez que vi esse livro, mas para ter uma ideia não me chamou a atenção de jeito nenhum.
Deve ser alguma coisa falando sobre a fome que atinge a população mundial.

Depois de um tempo, vi que muita gente estava falando sobre Jogos Vorazes na blogosfera brasileira, mas eu nem tchum. O clique mental só aconteceu depois que li a resenha do Felipe. Epa! Eu já vi esse livro na mão do povo por aqui!
Conexão feita... mesmo assim não me convenceu, principalmente porque já tinha virado "modinha", e convenhamos que algumas "modinhas" têm um gosto muito duvidoso.

Pensando bem, não sei quando a curiosidade começou a nascer. Com certeza foi antes do trailer do filme sair.
Que ideia é essa de colocar crianças para lutarem até a morte em um reality show?
Meu "dark side" não resistiu. Pimba!

Comecei a ler o primeiro capítulo no dia em que comprei o livro (agradecimento a todos que me deram gift cards de presente) e não avancei muito porque o trem tinha chegado na minha parada. Vários dias depois, numa noite escura e fria em que eu estava com preguiça de ligar o computador, olhei para o livro e ele me olhou...
 O.o E falou comigo!!!  
Tá, tá bom! Vou só terminar o primeiro capítulo. 

Quando comecei a sentir sono e olhei para o relógio era 1 da manhã! Eu já estava na metade do livro e não queria mais parar, mas consegui convencer minha curiosidade a esperar. Trabalhar no dia seguinte? Minha mente só pensava em estratégias para "roubar tempo". Dez minutos aqui, cinco minutos ali e por aí foi...

Quem mais lembrou de Senhor das Moscas durante a leitura? Tá que a proposta desse aqui é bem diferente, mas acabou dando no mesmo. Dependendo das circunstâncias, qualquer pessoa é capaz de matar para sobreviver.
Como desejei que certo programa de TV fosse assim também... rapidinho eles tirariam do ar para não chocar a audiência... Não sou sanguinária, apenas sincera!

A leitura me fez sentir o mesmo que senti AQUI. E sim, quero ler os dois outros livros (que ainda não encontrei em paperback) porque tenho certeza que essa é uma daquelas séries em que não existe nada chamado final feliz. Assim como a vida...


Link para o trailer do filme: JOGOS VORAZES


LEIA TAMBÉM:

21 de janeiro de 2012

The Canary List [editado]


  

 Título: The Canary List*
Autor: Sigmund Brouwer
Editora: Waterbrook
Ano: 2011
Páginas: 304



Protected by the dark of night, Jaimie Piper runs. But is anywhere safe when Evil is hunting you?
She’s just a twelve year-old girl, bumped around between foster homes and relegated to school classes for challenged kids, those lagging in their test scores or with behavioral issues. But her real problem is that she can sense something the other kids can’t—something dark. Something compelling her to run for her life.
All Crockett Grey wants is to mark the anniversary of his daughter’s death alone.
But when his student Jaimie comes to him, terrified, her need for protection collides with his grief, and a tangled web of bizarre events sends them both spiraling toward destruction.
Crockett’s one hope of getting his life back is to uncover the mysterious secrets of Jaimie’s past and her strange gift. It isn’t long before his discoveries lead him to a darker conspiracy, secrets guarded by the highest seat of power in the world—the Vatican.


Primeira resenha do ano saindo finalmente! Aleluia! O mais legal agora é que não preciso passar hoooras para traduzir as sinopses, ali no canto superior direito você pode escolher a opção de tradução para o português. Qualquer coisa errada e sem noção é de inteira responsabilidade do Gúgol. :D

Imagine que em uma noite qualquer você está sozinho em casa, enchendo a cara e só querendo ficar... sozinho.
Vinte e quatro horas depois, seu mundo está de cabeça para baixo e você preferiria que fosse por causa da ressaca, mas na verdade você está sendo acusado de um crime que  não cometeu, sua reputação e carreira estão ameaçadas, ninguém acredita na sua inocência e por aí vai.

Crockett Grey (fala sério, com esse nome croquete também, né?) se ferrou todinho e dá pena, muita pena mesmo porque ele nem estava perturbando ninguém como alguns bêbados fazem por aí. Ele estava quietinho no canto dele quando Jaimie apareceu do nada.
Jaimie é uma de suas estudantes, ela tem 12 anos e carrega um segredo que pode destruí-la e a todos que se aproximam dela.
A coisa fica tão feia pro lado do Croque... digo, Mr. Grey que para provar sua inocência, ele acaba esbarrando em segredos que devem ser mantidos secretos (dã) a todo custo, e o negócio envolve gente importante e até o serviço secreto do Vaticano. Ou seja, ele se ferrou mesmo!

O final foi O.o, bem naquele estilo em que o autor não quer deixar respostas claras e quer fazer o leitor pensar sobre o assunto, quem sabe até perder sono tentando descobrir quem afinal estava falando a verdade nessa história toda. E Jaimie? Ela é a chave para todo o mistério. Ou não.

Quer dar uma lida rápida no primeiro capítulo (em inglês)? Clique AQUI.
Gosta de suspense e quer comprar? Amazon / ChristianBook / BetterWorldBooks

Não esqueça de colocar sua nota abaixo:



*Recebi este livro gratuitamente da WaterBrook Multnomah Publishing Group para esta resenha.

19 de janeiro de 2012

O que ficou e o que virá.

Vocês não fazem ideia de quantos rascunhos mentais foram feitos e quantos títulos diferentes o post de hoje teve. Por causa disso nem vou alugar vocês listando tudo aqui...
Queria escrever algo nostálgico. Algo profundo sobre perdas e ganhos. Talvez se eu conseguisse descrever essa melancolia de forma engraçada seria mais fácil. O motivo? Exatamente em um 19 de janeiro, quatro anos atrás eu estava saindo de São Luís rumo a São Paulo para de lá pegar meu avião para os Estados Unidos.
E aqui estou sentada na cozinha do meu "apertamento" alugado no Queens. Tá uma friaca braba lá fora, mas aqui dentro tá bem quentinho. Estou com muito sono e cansada. Claro que vou passar o dia relembrando sobre aquele dia no aeroporto, até mesmo os dias anteriores que culminaram na minha decisão. Vou pensar nas pessoas tão importantes para mim...

Eu queria escrever algo engraçado e não esse texto tão íntimo e pessoal saindo de uma mente letárgica e sonolenta. 
Se fosse possível colocar tudo em uma balança, o que pesaria mais? As perdas ou os ganhos? Talvez o que mais me assusta é que eu não sou mais a mesma pessoa. Aquela jovem recém-formada de 24 anos não existe mais. A jovem de 28 anos sentada em frente ao computador não sabe exatamente em que ponto ela está ou como pode se definir. Isso assusta e muito! Será que foi alguém que disse ou eu mesma que pensei que a essa altura eu não teria mais essas perguntas? Mas no fim das contas não são as perguntas que atormentam e sim as respostas.
Não, eu não queria escrever nada disso. Cadê meus rascunhos mentais que não voltam para mim?

É como se eu estivesse atravessando uma daquelas pontes de filmes que balançam de um lado para o outro no meio da selva (Sério! Por que construir uma ponte que ninguém vai conseguir atravessar?). A la Indiana Jones.
Estou exatamente no meio do que ficou e do que virá. A ponte está balançando muito, mas eu não vou olhar para baixo. De jeito nenhum eu volto para trás. O jeito é seguir em frente. O que virá me aguarda na outra margem. 


16 de janeiro de 2012

Solidão




É noite
E o silêncio da solidão
Lembra-me que nada restou
Sinto frio e te procuro em vão.

Meus braços estão aqui
A esperar-te da mesma maneira
Enquanto a dor arrebenta meu peito.

A solidão sussurra seu nome
O frio me abraça
E me maltrata.

Teu calor que me nutria
Teu olhar que me guiava
Tuas mãos que me aprisionavam
Ao teu corpo com desejo
Agora é só lembrança
Agora é só saudade.

É noite
E o silêncio da solidão
Só traz frio ao meu coração.


AMG. 
São Luís, MA. 07/02/2003

9 de janeiro de 2012

Filme: Anjos do Sol

Sabe aquela resenha que aparece do nada na sua cabeça? Ok, não tão do nada assim, mas nunca pensei em escrever sobre esse filme principalmente depois que escrevi sobre o que não se fala no "dia das crianças"
Eu só queria ver, só isso! E nem tenho coragem de colocar o título oficial dos filmes aqui do blog (Vale a Pena Conferir), não consigo...
É uma história triste, terrível, chocante, revoltante e nojenta. E sim, o que torna tudo pior é o fato de que é baseado em acontecimentos reais. Nesse exato momento em que você está lendo essas linhas, em algum lugar do Brasil e do mundo, uma criança está sendo explorada sexualmente...

Título: Anjos do Sol
"Angels of the Sun"
Gênero: Drama
Ano: 2006
Duração: 92 minutos


 Trailer do filme: ANJOS DO SOL

5 de janeiro de 2012

Livros lidos em 2011 (finalmente!)

Em 2010 eu quis bater meu próprio recorde lendo 100 livros em um ano e na verdade passei. Mas em 2011 eu disse que iria pegar mais leve... Porém, só em Janeiro foram 8 livros lidos.
Março foi o mês com menos livros lidos (apenas 2) e Junho foi o mês com o maior número (12 livros).


A minha ideia para 2012 é tentar fazer leituras mais qualitativas do que quantitativas, para isso estou me auto-desafiando a fazer resenha de TODOS os livros lidos. Dessa forma eu TENHO que diminuir o ritmo. Não sei se vou conseguir seguir essa ideia, mas preciso ler os livros que estão na minha estante URGENTEMENTE e tenho que decidir o que fazer com aqueles que não quero manter (quero manter TODOS!!!!!). O problema é sério porque minha estante não cabe mais nenhum livro e está começando a ficar muito bagunçado.
Foto de Julho. Vários livros foram acrescentados depois.

1- Para Tão Longo Amor - Álvaro Cardoso Gomes (Resenha)
2- Feitiços e Sutiãs (Mágica em Manhattan #1) - Sarah Mlynowski
3- Sapos e Beijos (Mágica em Manhattan #2) - Sarah Mlynowski
4- Férias e Encantos (Mágica em Manhattan #3) - Sarah Mlynowski
5- Parties and Portions (Magic in Manhattan #4) - Sarah Mynowski
6- Diary of a Wimpy Kid #5: The Ugly Truth - Jeff Kinney (Resenha)
7- The Atonement Child  (Aborto Interrompido) - Francine Rivers
8- Someone's Son - Brenda Rhodes (Resenha)
9- Kingdom Come - Tim LaHaye & Jerry Jenkins
10- Under a Maui Moon - Robin Jones Gunn
11- Choosing to SEE - Mary Beth Chapman (Resenha)
12- Life, in Spite of Me - Kristen Anderson (Resenha)
13- Happily Ever After (Deep Haven #1)- Susan May Warren
14- Through Gates of Splendor - Elisabeth Elliot (Resenha)
15- Origin in Death - J. D. Robb
16- Why I Stayed - Gayle Haggard (Resenha)
17- Against All Odds (Heroes of Quantico #1) - Irene Hannon
18- Deadly Ties (Crossroads Crisis Center Series )#2 - Vicki Hinze (Resenha)
19- The Grapes of Wrath - John Steinbeck (Resenha)
20- The War of the Worlds - H. G. Wells (Resenha)
21- When the Hurt Runs Deep - Kay Arthur (Resenha)
22- The Accidental Time Machine - Joe Haldeman (Resenha)
23- Por que os Homens Mentem e as Mulheres Choram - Barbara & Allan Pease
24- A Titanium Smile - J. Ella (Resenha)
25- The Handmaid's Tale - Margaret Atwood (Resenha)
26- Danger in the Shadows - Dee Henderson
27- Memory in Death - J. D. Robb
28- The Long Road Home - Martha Raddatz (Resenha)
29- Hold Tight - Harlan Coben
30- Praying For Your Future Husband - Robin J. Gunn & Tricia Goyer (Resenha)
31- The Hitchhiker's Guide to the Galaxy - Douglas Adams
32- The Way of the World - Ron Suskind (Resenha)
33- Cast of Characters - Max Lucado
34- Redeeming Love (Amor de Redenção) - Francine Rivers
35- The Final Summit - Andy Andrews (Resenha)
36- Encontrando Perdão - Priscila Reis Andrade (Resenha)
37- A Maldição do Vale Negro - Caio Fernando de Abreu & Luiz Arthur Nunes (Resenha)
38- The Waiting Place - Eilleen Button (Resenha)
39- Edward Cullen Não Existe! Príncipes Existem! - Tânia Gonzalez (Resenha)
40- The Restaurant at the End of the Universe - Douglas Adams
41- Mine is the Night - Liz Curtis Higgs (Resenha)
42- Dívida Eterna - Priscila Reis Andrade (Resenha)
43- Suzana, Letícia, Paula e Lúcia - Tâna Gonzalez (Resenha)
44- Doutor Eliseu - Tânia Gonzalez
45- Viajantes do Tempo - Priscila Reis Andrade
46- Born in Death - J. D. Robb
47- O Bom Crioulo - Adolfo Caminha (Resenha)
48- Life, the Universe and Everything - Douglas Adams
49- The Land Between - Jeff Manion
50- The Heart of Memory - Alison Strobel
51- Innocent in Death - J. D. Robb
52- O Camarote Vazio - Josué Montello (Resenha)
53- Christy Miller's Diary - Robin Jones Gunn
54- Whispers - Robin Jones Gunn
55- Uma Lágrima de Mulher - Aluísio Azevedo
56- Stained Glass Hearts - Patsy Clairmont (Resenha)
57- Os Tambores de São Luís - Josué Montello (Resenha)
58- I Never Promised You a Rose Garden - Joanne Greenberg
59- Never the Bride - Cheryl McKay & Rene Gutteridge (Resenha em breve)
60- Primeiros Cantos - Gonçalves Dias
61- Listen - Rene Gutteridge
62- Night of the Living Dead Christian - Matt Mikalatos (Resenha)
63- The Grass is Singing (A Canção da Relva) - Doris Lessing (Resenha)
64- The Scroll - Grant R. Jeffrey & Alton L. Gansky (Resenha)
65- And the Angels Were Silent - Max Lucado
66- The Soul Reader - Gerard Webster (Resenha)
67- Annie's Baby - Beatrice Sparks
68- A República dos Corvos - José Cardoso Pires (Resenha)
69- Cuentos de Mujeres Solas - Vários Autores (Resenha)
70- Courageous - Randy Alcorn; Alex & Stephen Kendrick (Resenha)
71- Be Careful What You Wish For - R. L. Stine
72- Canary Island Song - Robin Jones Gunn (Resenha)
73- The Well - Mark Hall  & Tim Luke (Resenha em breve)
74- Love Finds You at Sunset Beach, HI - Robin Jones Gunn (Resenha em breve)
75- Two Tickets for the Christmas Ball - Donita K. Paul
76- Cuentos de los Derechos del Niño - Saúl Schkolnik
77- A Christmas Carol - Charles Dickens
78- Cinco Minutos - José de Alencar
79- A Viuvinha - José de Alencar
80- Sinful Pleasures - Belle Roark
81- A Capital dederal - Artur Azevedo (Resenha)
82- The Corruptible (Ray Quinn Mystery #2) - Mark Mynheir (Resenha)
83- The Night Watchman (Ray Quinn Mystery #1) - Mark Mynheir
84- Imaginary Jesus - Matt Mikalatos (Resenha)
85- The Message Bible

1 de janeiro de 2012

Adeus!

Mais uma vez, adeus...
E não, não é o poema do Gonçalves Dias.

2011 arrumou as malas e foi embora dizendo que não volta nunca mais. Não tivemos tempo de ter uma DR, de analisarmos o que aconteceu e estava acontecendo, quando percebi chegou outro em seu lugar, um tal de 2012. Só sei que ele chegou de madrugada assim que 2011 saiu e eu ainda estou zonza de sono por causa dessa mudança.
Eu queria ter dito algumas coisas para 2011, mas 2012 já disse que tenho que resolver minhas paradas com ele, o gaiato! Todo mundo analisando o pobre do 2011, dizendo que ele foi mala, ruim, ou o melhor, bom, marron... Eu só queria dizer que foi... mais um ano, com coisas boas, muito boas, coisas ruins e coisas mais ruins ainda. Só isso.

Nos últimos dias em que 2011 esteve por aqui, ele provou que "a última semana do ano é a mais preguiçosa" é um mito. Repito: MITO!!! Foi a semana mais CHEIA de trabalho, isso sim! Todos os posts programados para aquela semana não saíram porque um corpo exausto acabou com minha mente... #triste.
Mas estou viva. VIVA! E não fiquei doente em dezembro, ufa!

Enquanto isso, 2012 tá todo cheio de segredo aqui. Já disse que não vai me falar sobre o futuro da nossa relação.