27 de dezembro de 2012

Amor à primeira vista?

Eu NÃO acredito em amor à primeira vista! Não acredito!
Talvez seja melhor dizer que nunca aconteceu comigo e por isso acho muito difícil que realmente aconteça.
Não sei, talvez eu esteja equivocada. Ryan disse que desde a primeira vez em que viu Molly ele sabia que ela seria especial pra ele. Especial como?
É desse tipo de amor à primeira vista que acho difícil de acreditar. Duas pessoas que nunca se viram antes se "conectam" instantaneamente e sabem que vão viver algo... especial ou diferente, ou as duas coisas.
Sim, existiu alguma coisa naquele primeiro momento em que Ryan e Molly se viram. Mas pra mim não foi nada mais que hormônios. 

Rá, Ryan, e como você explica o que aconteceu depois? Você e Molly apenas amigos por dois anos, e em nenhum momento você lembrou que deveria terminar com sua namorada que estava esperando por você lá no Mississipi? Quer dizer, você se sentiu atraído pela Molly, mas resolveu que era "melhor um pássaro na mão do que dois voando"? 
Bom, não me surpreende que toda aquela falta de comunicação por causa de uma mentira resultou na separação por tantos anos. VOCÊ BEIJOU OUTRA ENQUANTO AINDA TINHA UMA NAMORADA!
Desculpe, sou horrível para não atirar pedras.

Molly, é sua vez. Você ficou bem apagadinha, quase sem sal mesmo. Sim, entendo que Ryan tinha uma namorada, mesmo assim você deveria... Oh, claro, claro, quem sou eu pra falar sobre isso, né? Eu ia dizer que você deveria ter falado dos seus sentimentos pra ele o quanto antes, MAS quem sou eu pra dar esse conselho, né? Eu que carreguei uma paixonite durante TODO o Ensino Médio. Eu que tive outra paixonite durante a faculdade. Eu que já me apaixonei pelo melhor amigo.
Tá, já entendi, você não disse nada porque manter a amizade era mais importante do que qualquer outra coisa, e você não sabia que ele sentia o mesmo por você.
Chega, não vou dizer mais nada sobre o assunto.

Olha, no fim das contas quase engasguei com a rapidez do Ryan no final. Sério, sem ironias, desejo que vocês estejam bem hoje. E posso falar algo? Como protagonistas vocês são ótimos coadjuvantes.

Ah, a livraria que dá título ao livro! Fiquei completamente apaixonada pelas descrições do lugar e fiquei muito triste com tudo que aconteceu com Charlie, Donna e os livros. Todos aqueles livros... que tristeza! Charlie, você quase me matou do coração naquela cena da nevasca.
Pelo menos posso agradecer ao Ryan e ao facebook por ter começado a te ajudar. Ei, eu sei que é roça às vezes, mas se a gente perde a esperança, a gente perde 90% da batalha sendo travada.

No mais, na minha escala de "amor-à-primeira-lida", um bom tá de bom tamanho para um livro pequeno e rápido. Não precisa guardar ressentimento, foi bom te conhecer, te ler, mas... não, não rola cinco estrelinhas e nem coraçãozinho de favorito.
Feliz Natal atrasado!




Título: The Bridge*
Autora: Karen Kingsbury
Editora: Howard Books
Ano: 2012
Páginas: 258
Meu Skoob
Comprar: Amazon / ChristianBook







*Recebi este ebook gratuitamente através do programa NetGalley.

  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo